As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Palanque – Um giro pelas campanhas eleitorais

Jennifer Gonzales

25 de agosto de 2010 | 22h34

Luciana Nunes Leal

RIO GRANDE DO SUL

Expedição ao PMDB pró-Serra

Apesar da resistência do grupo pró-Serra, representantes do PMDB aliado de Dilma Rousseff vão se reunir com os companheiros gaúchos na próxima semana. Em Porto Alegre, pretendem “sentir o pulso” do candidato ao governo José Fogaça, adversário do petista Tarso Genro que optou pela neutralidade na disputa presidencial. Para o ex-governador Moreira Franco, da coordenação da campanha de Dilma, “é preciso consolidar a posição” da candidata no Sul. Leia-se: angariar adesões para a petista.

SÃO PAULO

Excesso de  confiança

Na expectativa da subida de Aloizio Mercadante (PT) nas pesquisas depois das investidas do presidente Lula no Estado, os petistas comemoravam nesta quarta-feira, 25, a estratégia do adversário Geraldo Alckmin (PSDB) de pedir votos para José Serra, como fez no debate TV Gazeta/Estadão. A tese no PT é que a nacionalização da campanha tira votos dos aliados de Serra e só ajuda os candidatos de Lula e de Dilma Rousseff.

BAHIA

Território inimigo

Antes de participar de um comício ao lado de Dilma Rousseff e do governador Jaques Wagner (PT), em Salvador, o presidente Lula inaugura nesta quinta um hospital em Feira de Santana, município administrado pelo DEM e porto seguro do tucano José Serra. No Nordeste, a preocupação dos aliados de Serra é evitar mais debandada em direção à campanha de Dilma, na esteira da subida da candidata nas pesquisas eleitorais e das reiteradas promessas petistas de novos investimentos na região.

PERNAMBUCO

Geografia do voto

Questionado sobre as críticas à propaganda de TV de José Serra, seu aliado, o candidato do PMDB ao governo, Jarbas Vasconcelos, deu uma resposta tucana: “Não tenho visto.” Disse que assiste aos próprios programas depois que já foram ao ar. Jarbas, que enfrenta o favoritismo do governador Eduardo Campos (PSB), discorda de possível mudança de rumo que dê prioridade ao Sul e ao Sudeste: “É um aconselhamento errado. Serra deve fazer política nacional.”

RIO1

O preferido dos dissidentes

Aliados de Fernando Gabeira (PV) que não aceitam a aliança com o DEM reagem. Em mensagem aos eleitores, a vereadora tucana Andrea Gouvêa Vieira recomenda o voto em Milton Temer, do PSOL, para o Senado. E provoca o candidato a vice-presidente Indio da Costa (DEM). Andrea indica o voto em José Serra, “desejando-lhe muita saúde”.

ASSUNTO
“Saúde é o ponto forte do Serra e o ponto fraco do País e do atual governo. Vamos falar de quê? De meio ambiente?”
RONALDO CEZAR COELHO
EX-DEPUTADO (PSDB-RJ)

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.