Página Dilma Bolada sai do ar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Página Dilma Bolada sai do ar

Estudante Jeferson Monteiro, responsável pelo perfil no Facebook, confirmou que a página foi retirada das redes sociais

Redação

23 de julho de 2014 | 16h37

Ricardo Chapola

Atualizado às 19h29 – A página da personagem Dilma Bolada foi retirada do ar nesta quarta-feira, 23, pelo próprio dono do perfil, o estudante de publicidade Jeferson Monteiro. A página “fake” criada por Monteiro ficou famosa na internet pelas sátiras feitas à presidente Dilma Rousseff e pelas piadas com os pré-candidatos à Presidência Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Monteiro publicou em seu perfil pessoal no Facebook um post confirmando ter desativado o perfil de Dilma Bolada. “Pra todos que estão perguntando: tirei a Dilma Bolada do ar, OK? Sem drama e sem mimimi”, escreveu.

 

Jeferson Monteiro chegou a ser recebido pela presidente Dilma Rousseff. Foto: Roberto Stuckert Filho/Divulgação

No início da noite desta quarta, Monteiro voltou a se explicar sobre ter desativado o perfil de Dilma Bolada em texto publicado em sua página pessoal do Facebook. A decisão foi tomada depois de avaliar que pode ser acusado de “fazer a diferença” a favor da candidata que satiriza agora que a campanha começou.

“Entramos no período eleitoral e esse ano não vai ser mole. Há alguns dias foi liberada a campanha e é muito ruim saber que você pode fazer a diferença mas ver que está quase sozinho no meio de uma tormenta que é a internet, e que tem tudo para piorar conforme 05/10 se aproximar”, escreveu.

Monteiro diz no texto que prevê um território hostil na internet durante a campanha e que isso o tem exposto demais. Ele, no entanto, não confirma se vai ou não ressuscitar a personagem depois do período eleitoral.

Leia a íntegra do texto:

Ontem à noite retirei a página da Dilma Bolada do ar por ora porque preciso de fato pensar um pouco sobre os tempos difíceis que estão por vir.

Entramos no período eleitoral e esse ano não vai ser mole. Há alguns dias foi liberada a campanha e é muito ruim saber que você pode fazer a diferença mas ver que está quase sozinho no meio de uma tormenta que é a internet, e que tem tudo para piorar conforme 05/10 se aproximar. Chega a ser imoral a forma como aqueles que lutam contra a Dilma estão se portando e planejando se portar nas redes. É abominável as estratégias dos hipócritas que falam em “campanha limpa” mas que na realidade, têm suas equipes arquitetando para recrutar pessoas simpáticas seus partidos, além de influenciadores, blogueiros e páginas na internet para difamarem Dilma. Esse tipo de coisa é desanimador.

Diferente do que alguns analfabetos digitais dizem, não há nenhum “submundo da rede” onde as pessoas inventam boatos. A internet é um território livre em que há pessoas bem e mal intencionadas. E acho que todos devem ter conhecimento de que veremos a intensificação da guerra da desinformação que já corre solta pela web. Torço para que os boatos e mentiras sejam combatidos e que os esforços de todos sejam concentrados para mostrar a verdade e trazer os pontos fortes de seus candidatos e os pontos fracos dos opositores(sem mentiras).

Enfim, diante do que foi dito, creio que teremos um ambiente ainda mais hostil e que há algum tempo já venho sendo exposto. A decisão se continuo ou não, cabe única e exclusivamente a mim. A Dilma Bolada hoje possui, em números absolutos, mais de 2 milhões de seguidores, em sua grande maioria pessoas que passaram a simpatizar mais com Dilma e saber muitas ações do Governo depois que passaram a acompanhar a personagem. Antes não, mas hoje tenho a plena noção da dimensão do que ela se tornou. Por isso preciso avaliar qual será meu papel em todo esse processo.

Todos sabem o quanto eu gosto, admiro, acredito e respeito a Dilma. Sempre a vi como uma mulher íntegra e nas duas oportunidades que tive de estar com ela, se mostrou uma pessoa extremamente gentil e carinhosa. Reitero que eu irei decidir o que deve ser feito. E já adianto que caso a Dilma Bolada não volte, estarei tranquilo e com sensação de dever cumprido. Mas caso volte, continuará sendo o que sempre foi, ainda mais forte e mais presente e o choro vai ser livre!

Abraços”

Polêmica. Em maio, o perfil de Dilma Bolada esteve envolvido numa polêmica após Monteiro ter dito que foi convidado a trabalhar para a campanha presidencial de Aécio.

Ele afirmou na ocasião que foi procurado por uma agência de publicidade que prestava serviços a campanhas. “A agência tinha um plano de venda de apoio político das suas páginas para as Eleições Presidenciais deste ano”.

“A tal agência, por sua vez, disse que eles queriam que eu assinasse um contrato de exclusividade para garantir uma amarra da Dilma Bolada a eles e que pudessem efetuar a transação com os tucanos. Eu, é claro, não assinei coisa alguma”, segue Monteiro que afirmou ter demonstrado interesse na proposta apenas para ver até onde a agência iria.

Tudo o que sabemos sobre:

Dilma BoladaEleições

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.