‘Pagador’ do comitê de Dilma colaborou para campanha de Agnelo Queiroz em 2006
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Pagador’ do comitê de Dilma colaborou para campanha de Agnelo Queiroz em 2006

Camila Tuchlinski

08 de junho de 2010 | 12h58

Por Rodrigo Alvares

Um dos encarregados de cuidar das finanças e da logística da megaestrutura montada em Brasília para servir à pré-campanha de Dilma Rousseff (PT), o empresário brasiliense Benedito Rodrigues de Oliveira Neto doou R$ 1 mil à campanha de Agnelo Queiroz (então no PC do B, hoje PT-DF) ao Senado em 2006.

O pagamento, feito no dia 11 de setembro de 2006, está registrado na prestação de contas feitas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Um dia depois, a Gráfica e Editora Brasil – à qual Benedito continua a administrar – recebeu R$ 2.430 tipificada como “Publicidade por materiais impressos”. A empresa faturou R$ 90 milhões do governo federal desde 2006.

ONG09

Agnelo perdeu a eleição e foi nomeado diretor da Anvisa. Foto: Valéria Gonçalvez/AE – 25.01.2006

Desde 2004, as duas principais empresas de sua família, a Dialog e a Gráfica Brasil, faturaram R$ 214,4 milhões em contratos com o governo federal. Pré-candidato ao governo do Distrito Federal, Agnelo perdeu a eleição e foi nomeado diretor da Anvisa em outubro de 2007.

Desde então, a Gráfica e Editora Brasil recebeu cerca de R$ 10 milhões do Ministério da Saúde, de acordo com dados do Portal da Transparência do governo federal. Procurado pela reportagem, o petista não retornou as ligações.

Siga a editoria de Política do estadão.com.br no Twitter

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.