ONG elabora lista de políticos que podem ser barrados pela Ficha Limpa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

ONG elabora lista de políticos que podem ser barrados pela Ficha Limpa

Lilian Venturini

09 de março de 2012 | 11h18

do estadão.com.br

O site Congresso em Foco fez uma lista de políticos que devem ser considerados inelegíveis nestas eleições com base na Lei da Ficha Limpa. A relação tem, até esta sexta-feira, 9, 30 nomes, entre eles de ex-deputados, ex-senadores, ex-prefeitos e ex-governadores.

A aplicação da Ficha Limpa nestas eleições foi julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em fevereiro. Não poderão se candidatar políticos condenados por órgãos judiciais colegiados por uma série de crimes, como lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e contra o patrimônio público, por improbidade administrativa, por corrupção eleitoral ou compra de voto, mesmo que ainda possam recorrer da condenação a instâncias superiores. Também estarão impedidos aqueles que renunciaram aos seus mandatos para fugir de processos de cassação por quebra de decoro parlamentar.

Abaixo, a lista feita pelo site:
– Benício Tavares (PMDB-DF)
– Bernardo Carli (PSDB-PR)
– Carlão de Oliveira (RO)
– Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
– Cássio Taniguchi (DEM-PR)
– Coriolano Sales (PSDB-BA)
– Expedito Júnior (PSDB-RO)
– Joaquim Roriz (PSC-DF)
– João Pizzolatti (PP-SC)
– José Borba (PP-PR)
– José Carlos Gratz (PSL-ES)
– Júnior Brunelli (sem partido, ex-PSC-DF)
– Kaká Mendonça (PTB-RO)
– Leonardo Prudente (sem partido, ex-DEM-DF)
– Luiz Estevão (PMDB-DF)
– Magda Mofatto (PTB-GO)
– Marcelino Fraga (PMDB-ES)
– Marcelo Miranda (PMDB-TO)
– Marcos Donadon (PMDB-RO)
– Maria de Lourdes Abadia (PSDB-DF)
– Mário Calixto Filho (RO)
– Marlon Donadon (PRB-RO)
– Moreira Mendes (PSD-RO)
– Natan Donadon (PMDB-RO)
– Paulo Octávio (sem partido, ex-DEM-DF)
– Pedro Passos (PMDB-DF)
– Severino Cavalcanti (PP-PE)
– Silvernani Santos (RO)
– Tatico (PTB-GO)
– Zé Gerardo (PMDB-CE)

 

Tudo o que sabemos sobre:

ficha-limpalista políticos

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: