As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O broche, a convenção e o apoio

Camila Tuchlinski

18 de outubro de 2010 | 20h07

Roberto Almeida

Carlos Galeão Camacho, presidente do Diretório Municipal do PV em São Paulo, infringiu hoje a regra imposta pela plenária verde realizada domingo. Participou do evento que reuniu a cúpula tucana e os candidatos derrotados Fernando Gabeira e Fábio Feldmann, na capital paulista, com um broche visível do PV.

Segundo norma definida na plenária, que apostou na “independência” do PV no segundo turno, é proibido utilizar símbolos do partido em eventos públicos de campanha. Perguntado sobre o broche, Camacho respondeu que o adorno, com a logomarca do partido e os dizeres “Partido Verde”, significavam o ditado latino “Via, Veritas, Vita”, ou o caminho, a verdade e a vida.

Tudo o que sabemos sobre:

apoioDilmaprefeitosPVSerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: