As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo partido de Kassab vai atrás de prefeitos para formar base no interior paulista

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

25 de março de 2011 | 19h02

José Maria Tomazela

O PSD, novo partido de Gilberto Kassab, começa a estruturar suas bases no interior de São Paulo. O prefeito de Itu, Herculano Júnior (PV), trabalha para cooptar prefeitos do PV e do DEM para a nova sigla. Ele quer formar comissões em 80 municípios das regiões de Sorocaba e Campinas que estão sob sua coordenação. Os quatro prefeitos do PV na região já foram sondados por Herculano. Ele aproveitou a crise interna causada pelo conflito entre a ex-candidata à presidência Marina Silva e a cúpula do partido para assediar os políticos da legenda.

Ex-prefeitos e vereadores de outros partidos também estão na mira. Herculano tem mostrado o PSD como opção para os políticos que estão sem espaço nas legendas tradicionais, como PSDB, PMDB e PT. “Queremos formar uma base forte para dar respaldo a uma candidatura ao Governo do Estado em 2014”, disse o prefeito. Sua mulher, a deputada Rita Passos (PV), que também aderiu ao PSD, está envolvida na articulação. O casal assumiu o compromisso de recolher 50 mil assinaturas na região, 10% das adesões necessárias para dar o partido o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o prefeito de Itu, o fato de o PSD ter surgido como um partido independente ajuda na aproximação com os políticos do interior. “A ideia é apoiar tanto o governo estadual quanto o federal naquilo que é bom para o País”, discursou. Ele disse que o partido de Gilberto Kassab é a oportunidade para quem quer começar um novo projeto político. Ele se diz exemplo disso. “Estou há dez anos do PV e saio porque acredito que o meu ciclo no partido se encerrou e preciso de um projeto novo.” Em Sorocaba, o presidente do diretório municipal do DEM, vereador José Caldini Crespo, está de malas prontas para migrar para o PSD. Amigo pessoal de Kassab, o vereador e ex-deputado estadual espera o registro da nova sigla para pedir a filiação.

Mais conteúdo sobre:

baseKassabPSDSão Paulo