As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No primeiro 7 de setembro de Dilma como presidente, ministros marcam presença

Lilian Venturini

07 de setembro de 2011 | 10h18

Tânia Monteiro e Denise Madueño, de O Estado de S.Paulo

No primeiro desfile pelo Dia da Pátria sob comando da primeira mulher a chegar à Presidência da República, Dilma Rousseff, nesta quarta-feira, 7, foram notadas duas diferenças em relação aos últimos anos. A primeira saltava aos olhos: o palanque presidencial reuniu quase todo o ministério do governo Dilma. A segunda alteração foi a ausência do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), que foi passar o feriado do Sete de Setembro em Natal (RN). O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), também marcou presença.

Os ministros fizeram questão de ficar na cidade. Ao todo, com meia hora de desfile, estavam no palanque pelo menos 32 ministros – o governo tem atualmente 38 autoridades com status ministerial. No palanque, os ministros das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota), e da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, ficam mais próximos da presidente por serem os dois ministérios mais antigos. Quando a presidente Dilma chegou ao palanque, já estavam lá:

– Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia)
– Ana de Hollanda (Cultura)
– Orlando Silva (Esporte)
– Edison Lobão (Minas e Energia)
– Miriam Belchior (Planejamento)
– Fernando Bezerra (Integração Nacional)
– Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral)
– Garibaldi Alves (Previdência)
– Ideli Salvatti (Relações Institucionais)
– Celso Amorim (Defesa)
– Luiz Sérgio (Pesca)
– Paulo Sérgio Passos (Transporte)
– Antonio Patriota (Relações Exteriores)
– Paulo Bernardo (Comunicações)
– Gleisi Hoffmann (Casa Civil)
– Fernando Haddad (Educação)
– Moreira Franco (Assuntos Estratégicos)
– Mendes Ribeiro (Agricultura)
– Mário Negromonte (Cidades)
– José Eduardo Martins Cardozo (Justiça)
– Pedro Novais (Turismo)
– Jorge Hage (Controladoria Geral da União)
– Alexandre Tombini (Banco Central)
– Izabella Teixeira (Meio Ambiente)
– Helena Chagas (Comunicação da Presidência)
– Alexandre Padilha (Saúde)
– Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário)