As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No Itamaraty, Dilma recusa-se a falar sobre Palocci

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

06 de junho de 2011 | 16h20

Tânia Monteiro

Ao chegar ao Palácio Itamaraty, onde é oferecido almoço ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a presidente Dilma Rousseff se recusou a responder perguntas sobre a permanência do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. O almoço com Chávez conta com menos convidados que o usual. Palocci participa do almoço, que também conta com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer; dos ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e das Comunicações, Paulo Bernardo, além do assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia.

palocci_dilma_wilson_pedrosa_ae_06062011_600.jpg
Dilma cumprimenta Palocci no Palácio do Planalto nesta manhã em Brasília

Palocci, ao contrário dos demais ministros, ingressou no Itamaraty pelo mesmo acesso lateral reservado utilizado por Dilma e Temer. O ministro da Casa Civil chegou um pouco antes da presidente ao almoço e também não quis responder perguntas da imprensa sobre sua permanência no caso. Questionado se considerava a situação de Palocci delicada, Marco Aurélio Garcia tratou de desviar do assunto e respondeu: “Não quero dar a menor opinião sobre isso”. Novamente abordado para manifestar-se sobre o caso, o assessor insistiu: “Este assunto não é meu. Pergunta para o Palocci”.

Tudo o que sabemos sobre:

Antonio PalocciDilma RousseffHugo Chávez

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: