Netinho critica disputa polarizada entre PT e PSDB na capital
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Netinho critica disputa polarizada entre PT e PSDB na capital

Redação

23 de março de 2012 | 17h08

Isadora Peron, de O Estado de S.Paulo

O pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PC do B, Netinho de Paula, criticou nesta sexta-feira, 23, a bipolarização da disputa na capital entre PT e PSDB, e defendeu a importância de o eleitorado ter outras opções de escolha nas eleições de outubro deste ano.

“Eu acho importante ter candidaturas do PC do B, do PMDB, do PRB, para a gente poder colocar o dedo na ferida e começar a pensar na população e não só na questão partidária”, disse ele em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Para Netinho, a cidade perdeu muito com o fato de o governo federal estar nas mãos do PT e as administrações municipal e estadual serem de oposição. “São Paulo negou todos os programas que foram apresentados pelo governo federal nos últimos oito anos. O Minha Casa, Minha Vida é um exemplo.” Para ele, a maioria desses programas não foram aceitos porque teriam “a marca do PT”.

Questionado sobre a possibilidade de o seu partido apoiar outro pré-candidato à Prefeitura, Netinho afirmou que acredita na sua candidatura e que o PC do B tem se esforçado para emplacar seu nome nas eleições. “Como pré-candidato, eu tenho de acreditar que a minha candidatura vai vingar. Mas a política é muito dinâmica”, ponderou.

Elogio. Netinho chegou a elogiar a gestão Serra-Kassab à frente da Prefeitura de São Paulo. Para ele, um dos méritos foi ampliar o orçamento através da arrecadação. Apesar disso, disse que falta fiscalização para ver onde os recursos são aplicados. “Os meios de fiscalização foram enfraquecidos”, declarou. “Os conselhos e corregedorias deram mostras de que pretendem se fortalecer e vou fazer isso”, prometeu.

 

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2012Netinho de PaulaPSDBPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: