Miro fala em ‘tropa de cheque’ ao citar encontro de parlamentares com Cavendish em Paris
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Miro fala em ‘tropa de cheque’ ao citar encontro de parlamentares com Cavendish em Paris

Redação

14 de junho de 2012 | 19h19

estadão.com.br

O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) afirmou nesta quinta-feira, 14, que uma “tropa de cheque” estaria trabalhando para evitar a convocação do ex-presidente da Delta, Fernando Cavendish, e do ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Luiz Antônio Pagot à CPI do Cachoeira. Segundo Teixeira, um grupo de parlamentares integrantes da CPI teria se encontrado recentemente com Cavendish em Paris. O deputado protocolou um requerimento pedindo à presidência da comissão informações sobre o encontro.

De acordo com ele, uma delegação de parlamentares que viajou em missão oficial a um país africano, em data próxima à Semana Santa, teria voltado ao Brasil por Paris e almoçado na França com o ex-dono da Delta. “Quero saber se entre esses, (esteve) algum participante dessa comissão. E se for mais de um, se o voto foi decisivo para o resultado contrário à convocação de Cavendish”, questionou. Para ele, a decisão da CPI foi motivada por orientação política.

Segundo o relator, Odair Cunha, rejeitar os requerimentos (de convocação de Cavendish e Pagot) não trouxe desgaste e nem ocorreu por interferência do Planalto. “Nós não evitamos convocação nenhuma, adiamos uma decisão sobre essa convocação. O que deve motivar (a CPI) é a análise dos documentos em posse da CPI”, afirmou./Com informações da Agência Senado

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.