As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ministro da Justiça ordena investigação sobre suposta violação de e-mails de Dilma

Bruno Siffredi

30 de junho de 2011 | 17h26

estadão.com.br

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou à Polícia Federal  que investigue a suposta violação dos e-mails pessoais da presidente da República, Dilma Rousseff, que teria sido cometida por um hacker, segundo nota divulgada nesta quinta-feira, 30, pelo Ministério da Justiça.

A medida foi anunciada após a publicação de reportagem no jornal Folha de S.Paulo, segundo a qual um hacker invadiu o correio eletrônico pessoal da petista e copiou os e-mails recebidos por ela durante a campanha à Presidência da República.

Segundo a reportagem, o rapaz tentou, sem sucesso, vender os arquivos contendo a correspondência da presidente para dois partidos políticos de oposição, DEM e PSDB. O jovem também invadiu a conta de e-mail do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. O fato foi confirmado ao jornal pelo petista.

Tudo o que sabemos sobre:

DilmaemailshackersJustiça

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: