Ministério Público pede que TSE multe Dilma
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ministério Público pede que TSE multe Dilma

luisbovo

09 Julho 2010 | 15h33

Por Carol Pires, do estadão.com.br, em Brasília






O ministério Público Eleitoral (MPE) pediu, na tarde desta quinta, 8, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a abertura de uma nova ação por propaganda eleitoral antecipada, contra Dilma Rousseff, candidata do PT à presidência da República. Dilma já foi multada três vezes pela Justiça Eleitoral, a última delas em R$ 5 mil por fazer propaganda eleitoral antecipada durante a inauguração do Hospital da Mulher Heloneida Studart em São João de Meriti (RJ).

A nova representação do MPE afirma que Dilma infringiu a lei eleitoral mais uma vez, em 7 de abril, quando concedeu entrevista ao programa “Rádio Vivo”, da rádio Itatiaia, em Belo Horizonte (MG). Na entrevista, segundo avaliação do procurador eleitoral, Dilma expôs sua candidatura, as plataformas de governo e fez comparações entre os governos de Fernando Henrique (PSDB) e Lula, configurando campanha fora de época. A campanha eleitoral só pôde começar no último dia 6.

O ministério pede a pena máxima para a candidata, o pagamento de multa no valor de R$ 25 mil. O relato do caso é o ministro Joelson Dias.

No mesmo pedido, o MPE também afirma que Dilma Rousseff, nesta mesma entrevista,  fez propaganda negativa contra o adversário dela na corrida presidencial, o tucano José Serra. “Eu acho que o ex-ministro José Serra, tanto do Planejamento quanto da Saúde, vai ter que ser analisado no quadro do governo do Fernando Henrique Cardoso”, disse Dilma, na entrevista à Itatiaia.

O presidente Lula também foi multado seis vezes por propaganda eleitoral antecipada só este ano.  As multas somam R$ 42,5 mil. Serra foi multado pela primeira vez esta semana acusado de se beneficiar da propaganda do PSDB na Bahia, veiculada em 19 de maio, para fazer promoção pessoal e difundir sua candidatura antes do prazo previsto em lei. A multa foi de R$ 5 mil.

selinho_twitter

Mais conteúdo sobre:

Dilma Rousseff