As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ministério da Integração Nacional diz que empresas vão pagar por trechos danificados de canais do rio São Francisco

Bruno Siffredi

07 de dezembro de 2011 | 18h26

RioSaoFrancisco_WilsonPedrosaAE_30112011_600x400.jpg

Bruno Siffredi, do estadão.com.br

O Ministério da Integração Nacional indicou, em nota divulgada nesta quarta-feira, 7, que vai exigir das empresas que atuam na construção dos canais do Projeto de Integração do Rio São Francisco a reparação dos trechos danificados, sem custos adicionais para a pasta.

Segundo o ministério, fiscais confirmaram a existência de “rachaduras, fissuras e descolamento de placas de concreto” em trechos dos canais em Pernambuco, como foi revelado pela reportagem do jornal O Estado de S.Paulo no dia 3 de dezembro.

A pasta afirma que os fiscais fazem vistorias semanais e que as empresas responsáveis pelo lote 9, em Floresta, e do lote 10, em Custódia, teriam sido notificadas, após ter sido constatada a deterioração.

Em dia. Na nota, o Ministério garantiu que o projeto não está parado e que, “após a conclusão dos ajustes contratuais, o lote 10 deverá retomar as obras em janeiro próximo e o lote 9 deverá ser retomado em fevereiro de 2012”. O texto também destaca que a pasta não vai pagar duas vezes pelos serviços “em hipótese alguma”.

O projeto de transposição do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e está orçado em R$ 6,8 bilhões.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.