As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mensalão popularizou o STF, diz Joaquim Barbosa

Redação

06 de novembro de 2012 | 19h06

O Estado de S.Paulo

O ministro relator do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou nesta terça-feira, 6, que o julgamento da ação no Supremo popularizou o tribunal e o “trouxe para dentro das famílias”. Barbosa retornou da Alemanha, onde fez um tratamento de saúde, e participou do 6º Encontro Nacional do Poder Judiciário, em Aracaju (SE).

O ministro, que chegou a elogiar o pequeno recesso, segundo a Folha de S.Paulo, creditou a repercussão do caso a uma maior participação da sociedade com as questões jurídico-institucionais tratadas pelo Supremo.

“Esse julgamento trouxe o tribunal para dentro das famílias e o resto do que vem acontecendo no plano pessoal é consequência disso. Há muito carinho por parte das pessoas”. Sobre sua popularidade, o ministro desviou do assunto: “Sou simplesmente um cidadão que cumpre seus deveres e obrigações, nada além disso”, completou.

Julgamento. Depois de 12 dias de recesso, o STF retoma a definição da dosimetria dos condenados no julgamento do mensalão. Na sessão desta quarta-feira, 7, os ministros passam a definir a pena para Ramon Hollerbach, um dos ex-sócios do empresário Marcos Valério de Souza Fernandes. Ele foi condenado por corrupção ativa, evasão de divisas, peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Até agora, Hollerbach acumula pouco mais de 14 anos de prisão. Desde que a fase condenatória do julgamento terminou, Marcos Valério foi o único réu que teve a sua pena definida. O empresário acumula mais de 40 anos de reclusão pelos crimes de corrupção ativa, formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Joaquim BarbosaMensalão

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: