As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marina exonera assessora do Senado que fez campanha

Bruno Siffredi

30 Julho 2010 | 13h43

Daiene Cardoso, da Agência Estado

A campanha da candidata a presidente Marina Silva (PV) anunciou nesta sexta-feira, 30, em nota, a exoneração da assessora parlamentar Jane Maria Villas Boas. A funcionária do Senado participou na quinta-feira, 29, de um ato com religiosos em Bauru (SP), evento que fazia parte da agenda oficial da candidata. Além de Jane, o assessor Pedro Ivo de Souza Batista foi exonerado “preventivamente”. O comunicado, assinado pelo coordenador da campanha, João Paulo Capobianco, diz que Jane e Batista estão em período de recesso parlamentar (que começou no dia 17 e vai até segunda-feira), o que libera a participação deles em qualquer outra atividade, “inclusive as de cunho político-eleitoral”.

Embora Batista não estivesse no evento de ontem, a coordenação da campanha optou por antecipar a exoneração do Senado. “Apesar de ambos estarem, portanto, em condição regular do ponto de vista funcional e legal, os dois servidores serão exonerados imediatamente”, assinala a nota. No entanto, a assessoria da campanha explica que o pedido de exoneração dos funcionários já havia sido providenciado anteriormente, mas ainda não teria sido publicado no Diário Oficial.

O comunicado diz também que Marina se licenciou de funções no Senado para não “misturar seu mandato parlamentar com atividades partidárias” e que a senadora exonerou em junho os assessores parlamentares Bazileu Alves Margarido e Carlos Antônio Rocha Vicente para que eles se dedicassem à campanha eleitoral. Assim como Margarido e Vicente, Jane e Batista passarão a se dedicar exclusivamente à campanha. Procurada pela reportagem, Jane não respondeu às ligações.

Segue a íntegra da nota da campanha de Marina:

“A campanha da senadora Marina Silva à Presidência esclarece:

1. Ainda durante o período que antecedeu a oficialização de sua candidatura, a senadora Marina Silva tomou a iniciativa de se licenciar por acreditar que não deveria misturar seu mandato parlamentar com atividades partidárias.
2. Os senhores Bazileu Alves Margarido e Carlos Antônio Rocha Vicente foram exonerados respectivamente nos dias 10 de junho e 14 de junho de suas funções de assessores parlamentares da senadora Marina Silva, para poderem se dedicar à candidatura. Portanto, antes do início da campanha eleitoral.
3. Durante o período de recesso parlamentar, em conformidade com o artigo 57 da Constituição Federal, o gabinete da senadora Marina Silva opera em regime de plantão. A senhora Jane Maria Villas Boas e o senhor Pedro Ivo de Souza Batista estão, entre 17 de julho a 02 de agosto, período do recesso, dispensados do plantão e, portanto, como qualquer cidadão brasileiro, disponíveis para dedicar-se a suas atividades particulares, inclusive as de cunho político-eleitoral. Esta é a condição tanto da senhora Jane como do senhor Pedro Ivo. Apesar de ambos estarem, portanto, em condição regular do ponto de vista funcional e legal, os dois servidores serão exonerados imediatamente.
4. A senadora Marina Silva respeita a ação ‘fiscalizatória’ da imprensa no cumprimento da legislação eleitoral.

João Paulo Capobianco
Coordenador da campanha Marina Silva à Presidência”

selinho_twitter2

Mais conteúdo sobre:

assessoraCapobiancoMarinaPV