As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais um petista na Câmara cobra explicações de Palocci

Lilian Venturini

02 de junho de 2011 | 16h13

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

O vice-líder do governo na Câmara, deputado petista José Guimarães (CE) defendeu nesta quinta-feira, 2, que o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, dê explicações sobre o crescimento exponencial de seu patrimônio e suas atividades de consultoria. Na quarta-feira, o presidente da Casa, e também petista, Marco Maia (RS) também defendeu que o ministro explique a evolução de seu patrimônio.

Veja também
Oposição irá ao STF para garantir a convocação de Palocci
Magela: Palocci é assunto do governo, não do PT
TOLEDO: ‘Convocação foi gol da oposição’

“Ele precisa se explicar, dar uma entrevista, falar com a imprensa. Não precisa vir aqui na Câmara, porque a oposição não quer esclarecer nada, mas ele tem que falar”, disse Guimarães.

Segundo o petista, o sentimento de que Palocci deve dar explicações públicas sobre o caso é compartilhado por diversos parlamentares aliados.

Guimarães é irmão do ex-deputado José Genoíno, que foi presidente do PT durante o mensalão e responde a ação no Supremo Tribunal Federal. O deputado cearense também ganhou notoriedade quando um assessor seu foi preso tentando embarcar em um aeroporto com US$ 100 mil na cueca. Guimarães nega envolvimento com o fato.

Talvez pelo histórico, o petista evita pedir diretamente que Palocci deixe o governo. “Eu sou um defensor da presunção da inocência”, diz Guimarães, que afirma defender a permanência do ministro, desde que ele explique sua evolução patrimonial.

Texto alterado às 17h20 para atualizações

Tudo o que sabemos sobre:

José GuimarãesPaloccipatrimônio

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: