As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lupi usou avião alugado por dono de ONG, diz revista

Jennifer Gonzales

12 de novembro de 2011 | 12h13

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, cumpriu agenda oficial usando avião privado, alugado pelo dono de uma rede de ONGs. A informação é da revista Veja desta semana. Ainda de acordo com a revista, Adair Meira, o dono da rede de ONGs, integrou a comitiva e, meses depois, ganhou um contrato, entre outros que já detinha – alguns deles investigados.

A viagem, segundo a revista, aconteceu em dezembro de 2009, quando Lupi percorreu sete municípios do Maranhão para o lançamento de um programa de qualificação profissional. Além do ministro e de Meira, estiveram a bordo do avião, o ex-governador do estado Jackson Lago, já morto; o então secretário de Políticas Públicas de Emprego, Ezequiel de Sousa Nascimento; e o então assessor de Lupi e hoje deputado federal Weverton Rocha.

Durante depoimento no Congresso, na última quinta-feira, 10, Lupi negou conhecer Adair. Ele afirmou também nunca viajar em aviões particulares. Segundo a revista, no entanto, Ezequiel Nascimento confirmou a presença de Adair nos voos e afirmou ainda que foi ele quem bancou a viagem. Já Weverton Rocha confirma que o avião foi alugado para servir à agenda oficial do ministro, mas diz que quem pagou por isso foi o PDT. Adair nega ter viajado no mesmo avião que Lupi e diz não ter relação com o ministro.

Entre as ONGs de Adair estão a Fundação Pró-Cerrado e a Renapsi. Desde 2008, elas já receberam 10,4 milhões de reais do ministério. Ainda de acordo com a revista, a Controladoria-Geral da União encontrou irregularidades de todo o tipo e apontou: “não foi demonstrada nenhuma providência para superação das falhas”. A reportagem informa ainda que a Procuradoria da República já pediu a devolução dos recursos embolsados pelas entidades de Adair.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.