Lula chama Dunga de Tuma durante evento em Brasília
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lula chama Dunga de Tuma durante evento em Brasília

Camila Tuchlinski

12 Maio 2010 | 15h05

Por Rafael Moura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cometeu uma gafe, hoje, ao trocar o nome do técnico da seleção brasileira Dunga por “Tuma”. O secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, é acusado de ter ligações com Paulo Li, apontado como um dos líderes da máfia chinesa em São Paulo.

OLIMPIADAS18

Foto: Dida Sampaio/AE

Em evento no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, Lula assinou duas medidas provisórias relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Ao falar de improviso, comentou a convocação de jogadores para a Copa do Mundo de 2010.

“Pode ter faltado um ou outro jogador, no gosto de cada um, mas a verdade é que o Tuma, oh… a verdade é que o Dunga está levando para lá um time vencedor”, disse.

Os compromissos firmados para os jogos de 2016 já haviam sido acertados na época da candidatura do Rio à sede. Um deles prevê a participação do governo federal no consórcio Autoridade Pública Olímpica (APO), constituído ainda pelo governo estadual e municipal. O consórcio deve coordenar ações de planejamento e entrega de obras.

A outra MP cria a Empresa Brasileira de Legado Esportivo – Brasil 2016, que será dirigida por membros nomeados pelo presidente da República. A empresa terá a função de órgão executor do projeto das Olimpíadas.

A sede, tanto do consórcio APO quanto da Empresa Brasileira de Legado Esportivo – Brasil 2016, será no Rio de Janeiro.

“Demos o passo inicial e agora é trabalhar, contar com o apoio do Congresso Nacional, esperamos que o Congresso entenda o porquê de medida provisória. O prazo de 2016 é muito curto, é logo ali”, discursou o ministro do Esporte, Orlando Silva.

Mais conteúdo sobre:

DungaLulaTuma