As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Levy Fidélix diz que ideia do trem-bala é sua; Ivan Pinheiro defende Farc

Jennifer Gonzales

03 de agosto de 2010 | 19h25

Flávia Tavares

Os candidatos à Presidência Ivan Pinheiro (PCB) e Levy Fidélix (PRTB) participaram nesta terça-feira, 3, de uma sabatina do canal Record News e do portal R7. Defendendo ideias polêmicas, os “nanicos” tiveram trinta minutos cada para expor suas plataformas de governo.

Pinheiro falou da necessidade de a esquerda brasileira fazer uma autocrítica, por não ter se esforçado o suficiente por um programa comum e uma frente partidária que vá além das eleições. Além disso, afirmou não temer perder votos por sustentar propostas nem sempre populares. Questionado sobre qual poderia lhe custar mais votos, ele argumentou em defesa das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). “A mídia hegemônica demoniza as Farc. Eles não são traficantes nem terroristas”, disse Pinheiro. “Vamos defender o governo Chávez também.”

Já Fidélix aproveitou a entrevista para reforçar sua principal proposta, o Aerotrem. E garantiu que o trem-bala proposto pela petista Dilma Rousseff é, na verdade, a sua ideia. “Trem-bala, aliás, é um nome ridículo”, declarou. Em uma das poucas críticas que fez ao governo Lula, Fidélix se disse contra a decisão de demarcar a reserva da Raposa Serra do Sol. “Para que dar essas terras aos índios? Índio não faz nada. Nem vota.” Ele encerrou sua participação na sabatina agradecendo a oportunidade de expor suas idéias democraticamente e, já fora das câmeras, despediu-se de todos os funcionários da emissora.

Tudo o que sabemos sobre:

FarcIvan PinheiroLevy Fidélixtrem-bala

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.