As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Leia a íntegra da nota do PDT-SP que veta Suplicy como vice de Mercadante

Camila Tuchlinski

27 Maio 2010 | 11h25

Por Rodrigo Alvares

Conforme o Radar Político antecipou na última segunda-feira, 24, a ex-prefeita e pré-candidata do PT ao Senado, Marta Suplicy, não queria deixar a vaga de primeiro suplente para o PDT, na negociação que envolve a indicação do senador Eduardo Suplicy (PT) como vice na coligação de Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo.

Segundo um petista próximo a ex-prefeita, Marta aproveitado a viagem a Nova York na semana passada, para convencer Antônio Palocci a aceitar a primeira suplência. Conforme foi publicado na coluna de Sonia Racy nesta quinta-feira, “em um acordo costurado a seis mãos – Dilma, Marta e Palocci o ex-ministro da Fazenda do governo Lula será suplente da candidata a senadora”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

Paulinho vai anunciar candidato a vice de Mercadante e diz que não aceita veto

O presidente do PDT-SP, deputado Paulinho da Força, anunciou nesta quarta-feira, 26, que vai indicar na semana que vem o ex-PM e ex-membro do Partido Verde – PV, Major Olímpio, para vice do candidato a governador Aloízio Mercadante, do PT. E mais: que não aceitará veto a mais este nome. ‘Nosso acordo é que o PDT indique o vice. O vice é este. O PT já indicou o candidato a governador, a candidata para a primeira vaga no Senador e trabalhou para indicar Netinho para a segunda vaga. Concordamos com isso e nos foi oferecida a vaga de vice para ficarmos na aliança. Então, vamos indicar, e se o PT ou o candidato não aceitarem, podem seguir seu caminho e nós seguiremos o nosso’, disse Paulinho.

Paulinho recebeu em seu apartamento em Brasília, para almoço, nesta quarta-feira, o presidente estadual do PT em São Paulo, Edinho Silva, que defendeu o nome do senador Eduardo Suplicy para vice de Aloizio Mercadante, sendo que em troca o PDT poderia eventualmente indicar o suplente da candidata ao Senado, Marta Suplicy.

O presidente estadual do PDT, no entanto, foi inflexível: quer que valha o combinado e seu partido já tem o nome para a vaga de vice.  Major Olímpio, um dos principais nomes do PDT hoje no Estado, segundo Paulinho, vai ser um diferencial importante na campanha.

‘Os governos do PSDB não valorizaram a polícia, abandonaram a segurança pública e abriram espaço para o crescimento do crime organizado. Com Major Olímpio na campanha, poderemos levantar essa bandeira de luta, tão importante quanto a redução da jornada para 42 horas semanais, nossa outra grande bandeira’, disse Paulinho. E concluiu: ‘com Aloizio Mercadante e Major Olímpio na chapa, o PSDB pode ir se preparando para perder’.

Deputado Estadual por São Paulo desde 2006, Sérgio Olímpio Gomes é bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal, instrutor de tiro e autor de livros voltados para a questão da segurança.

Atualizado em ( 27-Mai-2010 )”