As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Justiça manda Chalita tirar do ar imagens de Dilma

luizamonteiro

24 de agosto de 2012 | 18h49

Bruno Boghossian, de O Estado de S. Paulo

A Justiça Eleitoral determinou que a campanha do candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, Gabriel Chalita, suspenda a exibição na TV de peças de propaganda em que ele aparece em fotografias ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT). O pedido de suspensão da veiculação das imagens havia sido feito pelos advogados da campanha de Fernando Haddad (PT), sob o argumento de que Dilma é filiada a um partido que não integra a coligação de Chalita.

Peças de vídeo criadas pela equipe de campanha do PMDB exibiram fotos de Chalita ao lado de Dilma em propagandas que descrevem o currículo do candidato com o objetivo de afirmar que ele poderia realizar parcerias com a presidente. Um locutor diz que Chalita “é amigo da presidenta Dilma e é do PMDB, partido que faz parte do governo federal”.

Os advogados do candidato informaram que ainda não foram notificados sobre a decisão. Eles terão 48 horas para apresentar defesa.

“É uma foto do arquivo pessoal do Chalita. A presidente não foi entrevistada e nem declarou apoio ao candidato”, disse Ricardo Vita Porto, advogado de Chalita.

A propaganda do PMDB também apresentou três fotografias em que Chalita aparece ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que apoia o candidato José Serra (PSDB). Os tucanos, no entanto, afirmaram que não pretendem acionar a Justiça Eleitoral para suspender o uso das imagens.

Tudo o que sabemos sobre:

ChalitaDilmaeleições 2012

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.