As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornalista que se demitiu ao vivo em Goiás é filiado ao PSDB

Armando Fávaro

21 de outubro de 2010 | 18h34

André Mascarenhas

O jornalista Paulo Beringhs, que se demitiu ontem em transmissão ao vivo da TV Brasil Central alegando ter sido impedido de entrevistar o candidato tucano ao governo de Goiás, é filiado ao PSDB desde 2003.

Na transmissão, Beringhs diz que a emissora, que pertence ao governo do Estado, foi censurada pelo governador Alcides Rodrigues (PP), que apoia Iris Rezende (PMDB). O peemedebista disputa o segundo turno com o tucano Marconi Perillo.

paulo_beringhs_filiacao.jpg

Certidão do TSE confirma filiação de Paulo Beringhs. Foto: Reprodução

Segundo a explicação do jornalista, estava marcado para hoje uma entrevista com Perillo. Ainda de acordo com ele, Iris Rezende também havia sido convidado, mas não compareceu na data combinada.

“Como Iris não veio, Marconi Perillo viria amanhã (hoje), só que eu recebi ordens de não trazer Marconi Perillo amanhã”, disse ele. “Eu lamento demais essa postura que está acontecendo, essa postura do senhor Jorcelino Braga (ex-secretário da Fazenda) e do grupo de Iris Rezende, que tem tradição em censurar a imprensa.”

Após o vídeo com as declarações de Beringhs correr a rede, passou a circular a informação de que o jornalista é filiado ao PSDB. Além do registro partidário, foto em que o jornalista aparece ao lado de Perillo também foi divulgada na internet.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.