Jader Barbalho toma posse nesta quarta
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jader Barbalho toma posse nesta quarta

Lilian Venturini

27 de dezembro de 2011 | 14h19

Agência Senado

A Mesa do Senado reúne-se nesta quarta-feira, 28, em sessão extraordinária, com o mínimo de quatro senadores, quando deverá dar posse a Jader Barbalho (PMDB-PA) para o mandato atualmente exercido por Marinor Brito (PSOL-PA). A senadora, que alega não ter exercido plenamente seu direito de defesa nesse processo, impetrou mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal, invocando esse direito.

Beneficiado pela interpretação dada pelo STF à Lei da Ficha Limpa, Jader assume um mandato de sete anos e um mês. Onze meses desse mandato foram exercidos por Marinor, beneficiária da primeira interpretação dada à lei e que sustenta estar sendo vítima de um processo diferenciado nesse rito de posse.

Seu advogado, André Maimoni, estará presente à cerimônia a ser conduzida pela Mesa do Senado, a fim de pleitear o atendimento de requerimentos que, se deferidos adiarão essa solenidade. “Em nenhum momento tive o direito de ser ouvida pelo Supremo Tribunal Federal nesse processo que agora beneficia o ex-deputado Jader Barbalho. O advogado dele foi ouvido no processo em vários momentos. O meu advogado não teve o direito de manifestar-se em momento algum. Como se meus votos limpos tivessem algum questionamento jurídico, como se eu não tivesse sido diplomada, empossada e exercido com dedicação esses onze meses de mandato”, disse Marinor.

Posse. A cerimônia de posse deve ser discreta e sem a presença de figurões do PMDB. O presidente da Casa, o senador José Sarney (AP) já comunicou que não estará presente em razão de um compromisso fora de Brasília. Jader também adiantou que a posse será “uma formalidade”. “Eu não gostaria que os companheiros do PMDB que reservaram esse final de ano para estarem com suas famílias viessem para Brasília apenas para participar de uma formalidade. Não vai ter discurso, não vai ter nada. Minha rentrée no Senado será em fevereiro, da tribuna”, disse ao Estado. / Colaborou Carlos Mendes, especial para O Estado

Atualizado às 19h19

Tudo o que sabemos sobre:

ficha-limpaJader Barbalho

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.