As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Integração fecha contrato com empresa de aliado do ministro

Redação

11 de janeiro de 2012 | 11h49

estadão.com.br

Apesar de ter apresentado um dos maiores preços, Projetec Projetos Técnicos a foi a escolhida, no ano passado, para firmar um contrato no valor de R$ 4,2 milhões com o Ministério da Integração. A empresa é dirigida por João Recena (PSB), amigo e aliado político do ministro Fernando Bezerra e do governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). A informação foi veiculada no jornal Folha de S.Paulo.

Batizado de “Senador Nilo Coelho”, o convênio foi feito para elaborar um projeto de pavimentação e restauração de vias secundárias em Petrolina, cidade em que o ministro já foi prefeito.

O contrato foi fechado com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Paraíba – Codevasf (companhia ligada ao ministério) ainda na gestão de Clemente Bezerra, irmão do ministro, e contempla o Estado de Pernambuco.

Embora tenha apresentado um preço R$ 1,4 milhão acima da oferta, a Projetec foi a escolhida por conta da qualidade da proposta técnica apresentada no projeto. Para a escolha, a Codevasf optou por dar 70% de peso ao critério técnico.

Ao todo, o ministério passou à Projetec R$ 34,5 milhões nos últimos três anos, sendo R$ 10,3 milhões somente em 2011. A Projetec também tem contratos com o governo de Pernambuco. Em nota, a Codesvasf afirmou que usou de critério técnico e financeiro para escolher a empresa de Recena.

Aproximação. Segundo a reportagem, Recena e Eduardo Campos foram secretários na gestão de Miguel Arraes (1995/1998), avô de Campos. Recena era secretário de Planejamento enquanto Campos ocupava a secretaria da Fazenda. Recena doou em 2010 R$ 100 mil para a campanha de Campos.

 

Tendências: