As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Guerra nomeia ‘fantasmas’ no Senado, diz jornal

Bruno Siffredi

23 de junho de 2010 | 13h55

Presidente do PSDB e possível vice de Serra, Sérgio Guerra, o senador Sérgio Guerra (PE) emprega uma família de funcionários “fantasmas” no Senado, segundo reportagem publicada nesta quarta-feira, 23, pela Folha de S.Paulo.

O jornal afirma que oito parentes de Caio Mário Mello Costa Oliveira, uma espécie de “faz-tudo” do senador, foram nomeados em seu escritório de apoio em Recife, mas não dão expediente nem são conhecidos por quem trabalha lá. Cinco foram nomeados no mesmo dia, em 17 de setembro de 2009. Juntos, recebem cerca de R$ 20 mil mensais.

O próprio Caio Mário Mello Costa Oliveira, que efetivamente assessora o senador, não dá expediente no escritório pelo qual é nomeado, segundo o jornal. Sérgio Guerra teria nomeado dois filhos, dois irmãos, três sobrinhos e uma cunhada de Caio Mário, todos como assessores parlamentares.

Em resposta  ao jornal, Guerra afirmou que todos os funcionários comissionados dão “suporte” às suas atividades de senador. “Você acha que eu pago eles para quê? Para chupar chiclete? Eles me ajudam na política, no meu trabalho lá, de um jeito ou de outro”, disse.

Leia a íntegra da matéria da Folha de S.Paulo aqui (material fechado para assinantes)

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: