As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Governo paulista soma R$ 609 mi em gastos no cartão corporativo nos últimos 10 anos

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

14 de fevereiro de 2011 | 19h16

Nos últimos dez anos, o governo de São Paulo gastou R$ 609 milhões com cartões corporativos, ou 70% a mais do que o governo federal no mesmo período. O dado foi levantado pela ONG Contas Abertas, que registrou, no entanto, que as despesas desse tipo no governo paulista atingiram, em 2010, seu mais valor mais baixo desde 2002: R$ 32,8 milhões.

Os cartões corporativos, também conhecidos como cartões de pagamento, são usado por servidores de órgãos públicos que têm necessidade de gastos urgentes e extraordinários – sem previsão orçamentária ou licitação.

O levantamento da Contas Abertas, feito a partir da consulta de dados do “Prestando Contas“, site do governo estadual, verificou que dos 25 órgãos estaduais que fizeram uso do cartão de pagamentos no ano passado, 23 registraram redução de gastos na comparação com 2009. Apenas a Assembleia Legislativa, que passou de R$ 129,5 mil para R$ 144,2 mil, e a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com acréscimo de 170%, registraram aumento nas despesas.

A queda nos gastos com os cartões – são 4.454 distribuídos pelo governo paulista – começou a partir de 2008, no início da gestão de José Serra. O então governador suspendeu saques, reduzindo em 70% o volume de despesas de 2010 em relação a 2007 (R$ 100 milhões).

O governo federal, em 2010, bateu seu recorde de gastos: R$ 80 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:

cartão corporativogoverno de São Paulo

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.