Governo de SP liberou verba para assessor de secretário de Alckmin
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Governo de SP liberou verba para assessor de secretário de Alckmin

Lilian Venturini

21 de outubro de 2011 | 11h31

O governo de São Paulo liberou R$ 150 mil para empresa de um assessor do secretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido (PSDB), de acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira, 21, pela Folha de S.Paulo. O secretário é aliado do governador Geraldo Alckmin.

O dono da empresa, Luiz Antonio Pereira de Carvalho, também é filiado ao PSDB e foi exonerado do cargo de assessor. Segundo a reportagem, a demissão foi publicada no Diário Oficial no dia seguinte à solicitação de informações sobre o caso à secretaria.

A empresa seria responsável pela construção de um barracão multiuso na cidade de Guzolândia, resultado de uma emenda do deputado Dilmo dos Santos (PV). Apesar de já ter o dinheiro, a finalidade da obra ainda seria desconhecida. O esquema de liberação de emendas é alvo de investigação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), após o deputado Roque Barbiere (PTB) denunciar a existência de ‘comércio’ de emendas entre parlamentares.

A reportagem não conseguiu falar com Carvalho. A assessoria de imprensa da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano informou que Aparecido desconhecia as atividades empresariais do ex-assessor e, portanto, não teria influências no caso. Ainda de acordo com a secretaria, Carvalho pediu demissão para se dedicar à sua pré-campanha para prefeitura de Guzolândia.

Tudo o que sabemos sobre:

emendas Alckminemendas parlamentares

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.