As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Governo Alckmin: Sem Saneamento, PV vai para Meio Ambiente ou Energia

Lilian Venturini

10 de abril de 2014 | 07h50

Pedro Venceslau e Ricardo Chapola

Depois de perder na quarta-feira, 9, o comando da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado, o Partido Verde será contemplado com outra pasta no governo Geraldo Alckmin (PSDB). A Secretaria do Meio Ambiente é a mais cobiçada pelos verdes, mas outra hipótese seria contemplar a sigla com a de Energia. As duas eram ocupadas por tucanos – pela ordem, o deputado estadual Bruno Covas e o federal José Aníbal – que retomaram seus mandatos para disputarem as eleições em outubro. Se ficar com o Meio Ambiente, o PV vai indicar o presidente estadual do partido, Marco Mroz.

Ao contemplar o PV, Alckmin tenta esvaziar a pré-candidatura de Gilberto Natalini ao governo paulista e ampliar seu tempo de TV, além de manter intacta sua ampla base da Assembleia Legislativa. Abatido pela crise de abastecimento de água em São Paulo, o governador indicou na quarta-feira o engenheiro Mauro Arce para a Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado. Ele entrou no lugar de Edson Giriboni, do PV, que estava à frente da pasta desde 2011. Arce foi presidente da Companhia Energética de São Paulo (CESP) e comandou diversas secretarias entre 1998 e 2010.

Tendências: