Gasto com publicidade no governo Dilma cai 42,6% em 2011
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gasto com publicidade no governo Dilma cai 42,6% em 2011

Lilian Venturini

25 de outubro de 2011 | 12h39

estadão.com.br

Dos R$ 626,4 milhões previstos para publicidade do governo federal em 2011, foram gastos R$ 300,5 milhões nos primeiros nove meses da gestão da presidente Dilma Rousseff. Se comparado com o mesmo período de 2010, quando o gasto foi de R$ 523,4 milhões, a redução nessa área chega a 42,6%, de acordo com levantamento feito pela ONG Contas Abertas.

Os gastos com publicidade são divididos em campanhas de utilidade pública (ações de prevenção e alertas, por exemplo) e institucionais (programas e metas de governo). Até setembro, as primeiras consumiram R$ 219,3 milhões do total gasto até agora. As institucionais ficaram com o restante, R$ 81,2 milhões.

Segundo o levantamento, a Presidência da República lidera o uso da verba de comunicação, com R$ 99 milhões já gastos dos R$ 210,3 milhões previstos. Entretanto, parte desse dinheiro (R$ 42,8 milhões) foi para “restos a pagar” da gestão passada. Na sequência do ranking, aparece o Fundo Nacional de Saúde (FNS), gestor financeiro dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), com R$ 66,6 milhões.

Já o Ministério do Esporte, em meio a denúncias de irregularidades, gastou R$ 12,4 milhões.

Documento

com recursos para essa finalidade não registraram pagamentos nesse ano. São eles os ministérios do Desenvolvimento, da Previdência Social, das Comunicações, do Meio Ambiente e da Pesca.

Anúncios. A comparação indica a redução dos gastos com anúncios publicitários. Entre janeiro e setembro de 2010, ano eleitoral, foram destinados R$ 307,2 milhões e, em 2011, R$ 185,3 milhões, redução de 39,7%.

 

Tudo o que sabemos sobre:

gastos publicidadepublicidade Dilma

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.