As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fernando José Marques é eleito ouvidor do Ministério Público paulista

Lilian Venturini

28 de fevereiro de 2011 | 19h11

Lilian Venturini, do estadão.com.br

O procurador Fernando José Marques, de 63 anos, foi eleito nesta segunda-feira, 28, o primeiro ouvidor do Ministério Público do Estado de São Paulo. Marques venceu com 131 votos (48,88%). Eram candidatos à vaga também os procuradores Deborah Pierri, 73 votos (27,24%), e Angelo Patrício Stacchini, 64 votos (23,88%).

No Ministério Público há 39 anos, Marques brinca ao lembrar ter sido o primeiro a usar computador no órgão, em 1984. Vinte e sete anos depois, é justamente nessa máquina sua aposta para fazer da Ouvidoria um canal de comunicação eficiente com o cidadão.

A Ouvidoria é imposição do Conselho Nacional do Ministério Público e foi criada pela Lei Complementar 1127/2010. Marques toma posse do cargo na quinta-feira, 3 de março, e terá 120 dias para colocar o serviço em funcionamento.”Mas assim que a informática disponibilizar o sistema, entra no ar”, assegura. A seguir, veja trechos da entrevista concedida ao Radar Político:

Como será feito o contato entre o cidadão e a Ouvidoria?
Quero usar todas as formas de comunicação, como internet, telefone e carta. Mas coloco a internet como o canal principal porque assim a própria pessoa vai poder escrever sua crítica, sugestão ou denúncia. Vamos receber tudo o que se relacionar à atuação do Ministério, além de denúncias e reclamações. Acredito que os temas ligados à cidadania, meio ambiente e à area criminal serão os mais registrados.

Qual será a estrutura de trabalho?
A partir desta terça-feira vou começar a ver os funcionários e os equipamentos necessários. Não sei ainda qual será o número de pessoas. A equipe ficará concentrada na capital e vai atender a todo o Estado. A cada três meses enviaremos relatório à procuradoria-geral com o que recebermos, os quais eu pretendo também disponibilizar na internet.

O que pode mudar no Ministério Público com esse canal?
Vamos perceber melhor em quais áreas a população está nos pedindo uma atuação mais forte. O cidadão vai nos cobrar mais. Com a Ouvidoria, vamos integrar o Ministério Público e o cidadão e canalizar as informações. Teremos a visão geral do que ocorre aqui.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.