Feminista Zuleika Alambert é homenageada no Rio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Feminista Zuleika Alambert é homenageada no Rio

Lilian Venturini

23 de maio de 2011 | 20h45

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S. Paulo

A líder comunista e feminista Zuleika Alambert foi homenageada nesta segunda-feira, 23, pela Assembleia do Rio de Janeiro. Aos 88 anos, Zuleika ficou conhecida por liderar projetos que buscavam a igualdade de direitos entre homens e mulheres.

A feminista, nascida em Santos, se estabeleceu no Rio depois de dez anos de exílio, entre 1969 e 1979. Ainda em Santos, durante a Segunda Guerra Mundial, Zuleika se engajou na Liga de Defesa Nacional, que combatia o Estado Novo e exigia o rompimento do governo Vargas com os países do Eixo. O envolvimento com a causa feminista ganhou força com sua atuação pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), na década de 1940. “A gente tem que se mexer para compreender que a luta é de todos. Não quero separar homem de mulher. As mulheres devem fazer parte, não estar à parte”, discursou.

A feminista não mostrou entusiasmo com a primeira presidente brasileira e até criticou Dilma Rousseff pelo que considerou uma posição vacilante em relação à legalização do aborto, durante a campanha eleitoral.

Mais conteúdo sobre:

feminismohomenagemZuleika Alambert