Familiares de mortos e desaparecidos na ditadura encontram relator da Comissão da Verdade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Familiares de mortos e desaparecidos na ditadura encontram relator da Comissão da Verdade

Redação

07 de outubro de 2011 | 20h20

Uma comissão de representantes de familiares de mortos e desaparecidos políticos encontrou-se nesta sexta-feira, 7, com o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), apontado como provável relator do projeto de lei que cria a Comissão da Verdade – destinada a apurar crimes de violação de direitos humanos nos anos da ditadura militar.  No encontro, ocorrido no escritório político do senador em São Paulo, a comissão apresentou sugestões de mudanças no projeto.

Encaminhado ao Congresso em 2010, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o projeto já passou pela Câmara e  deve ser votado nos próximos dias no Senado.

A indicação do nome de Aloysio para  o cargo de relator partiu do governo federal. Ele tem evitado, porém, manifestações públicas sobre o assunto, alegando que até agora nada foi oficializado  no Senado. Deverá  falar somente quando seu nome for confirmado, de acordo com assessores.

No encontro desta sexta, ele limitou-se a ouvir os  representantes dos familiares de mortos e desaparecidos. Eles querem, entre outras coisas, que a comissão investigue apenas as violações ocorridas nos anos da ditadura militar. Pelo projeto enviado ao Congresso, sua atuação englobaria o período de 1946 a 1988.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Aloysio Nunescomissão da verdade

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.