As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Falta hombridade, diz líder do DEM a ministro dos Transportes

Lilian Venturini

06 de julho de 2011 | 11h52

O líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO), afirmou que a permanência do ministro Alfredo Nascimento no comando da pasta dos Transportes parece “falta de hombridade”. A cúpula do ministério foi demitida na semana passada sob acusação de envolvimento em susposto esquema de corrupção.

“Alguém que tem todos os assessores demitidos por prática corrupção e dá a impressão de que não sabia nada daquilo. Evidentemente participou ou foi tão negligente que ministro não pode ser mais”, disse o senador em entrevista à rádio Estadão ESPN.

Alfredo Nascimento foi mantido no cargo pela presidente Dilma Rousseff com a condição de explicar as acusações. Pressionado por Dilma, Nascimento suspendeu todas as licitações de projetos, obras e serviços, pelo prazo de 30 dias, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. (Valec), principais braços operacionais da pasta. Os dirigentes das duas empresas foram afastados.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.