As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontro reunindo Lula e Dilma foi planejado de última hora

Jennifer Gonzales

10 de abril de 2010 | 11h43

Por Clarissa Oliveira

Convocadas na última hora para formar um contraponto ao lançamento da pré-candidatura presidencial de José Serra (PSDB), as centrais sindicais empenhavam-se ontem em dar uma roupagem de reivindicação ao encontro que acontece hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, em São Bernardo do Campo (SP).

O evento nasceu no meio desta semana, no núcleo da campanha presidencial de Dilma. Antes de escolherem como cenário o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula se iniciou na política, a equipe estudava a possibilidade de levar Dilma a uma festa no Rio de Janeiro. O plano caiu por terra após as fortes chuvas que atingiram o Estado.

Ontem, as centrais e o sindicato anunciavam o ato como a apresentação de um estudo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) sobre a geração de emprego.

“Estamos num bom momento quanto à geração de emprego, mas queremos aproveitar para discutir o que precisa ser aprimorado”, disse o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, queixando-se da alta rotatividade na área. “Vamos dar um recado sobre nossos interesses”, reforçou o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna. O vice-presidente do sindicato, Rafael Marques, investiu na tese de que o encontro nasceu da análise dos dados sobre emprego mostrados no estudo.

Centrais e sindicato não conseguiam chegar a um acordo sobre a convocação. “O encontro foi chamado pelas centrais”, disse o presidente do sindicato. “Fomos convidados e decidimos comparecer”, afirmou, por sua vez, o secretário da Força.

Juruna descreveu o ato como “um encontro de sindicalistas próximos a Lula e Dilma”. Segundo ele, a conferência nacional de trabalhadores, de onde sairá uma lista completa de propostas do setor, a ser apresentada a todos os candidatos, só ocorrerá em 1.º de junho.

Acompanhe a cobertura do evento também pelo twitter.

Tudo o que sabemos sobre:

ABCDilmaeleições 2010LulaPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.