As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Empreiteiras da Lava Jato doaram R$ 182 milhões para campanhas eleitorais

Valor não leva em conta declarações de políticos que disputaram o 2º turno, que deve ser entregue no final do mês

Redação

14 de novembro de 2014 | 22h41

 

Por Rodrigo Burgarelli

Oito das nove empreiteiras que foram alvo da mais recente fase da Operação Lava Jato doaram, juntas, R$ 182 milhões para as campanhas eleitorais em 2014.

O número leva em conta apenas os valores declarados pelos candidatos aos parlamentos estaduais e federal e pelos candidatos a cargos executivos que não passaram para o 2º turno – isso porque eles já enviaram suas prestações de contas completas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assim, o valor final deve ser ainda maior, já que as declarações de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), por exemplo, ainda não foram finalizadas.

Apenas a Iesa Óleo e Gás não teve doações registradas entre as nove empresas sob suspeita.

A que mais desembolsou foi a Construtora OAS, a segunda maior doadora neste ano: R$ 56,7 milhões. Em seguida, vêm a Queiroz Galvão (R$ 42 milhões) e a UTC Engenharia (R$ 35 milhões). Todas as outras doaram mais de R$ 5 milhões, com exceção da Mendes Júnior – há apenas uma doação de R$ 200 mil.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Operação Lava Jato

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.