As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em nota, Planalto diz que ‘não condena ninguém sem provas’

Redação

21 de outubro de 2011 | 21h29

Estadão.com.br

Em nota divulgada pelo Palácio do Planalto na noite desta sexta-feira, 21, a presidente Dilma Rousseff reafirma que parte do “princípio da presunção da inocência”. Dilma se reuniu com Orlando Silva por cerca de 1h30 para tratar das denúncias de corrupção. O ministro, que antes chegou a preparar uma lista de explicações (publicadas no site do Ministério do Esporte),
disse que a presidente recomendou serenidade e paciência a ele.

Leia abaixo a nota:

 

Após a reunião com o ministro do Esporte, Orlando Silva, a presidenta Dilma Rousseff disse que o governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência”.

“Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio e não vamos aceitar que alguém seja condenado sumariamente”, disse a presidenta.

Na reunião, o ministro informou à presidenta que tomou todas as medidas para corrigir e punir malfeitos, ressarcir os cofres públicos e aperfeiçoar os mecanismos de controle do Ministério do Esporte.

Secretaria de Comunicação Social

Tudo o que sabemos sobre:

ministério do esportePalácio do Planalto

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.