As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Banco do Brasil nega quebra de sigilo de ex-funcionário

Bruno Siffredi

01 de março de 2012 | 16h28

Agência Estado

BRASÍLIA – O Banco do Brasil divulgou uma nota nesta quinta-feira, 1º, em que “repudia qualquer afirmação de que informações sigilosas, inclusive transações bancárias de ex-funcionário, tenham se tornado públicas por intermédio” da instituição. A nota do BB cita matéria publicada nesta quinta pelo jornal O Estado de S.Paulo, na qual o ex-vice presidente da instituição Allan Simões Toledo alega ter o seu sigilo quebrado em meio à disputa de poder no banco.

Na nota, o BB destaca que está em andamento uma auditoria interna e que, até o momento, “não foi identificado qualquer fato que evidencie acesso indevido a informações ou quebra de sigilo bancário”.

“Lamentamos a tentativa de envolver a Instituição em contexto político sem qualquer compromisso com a verdade. Em respeito a seus acionistas, funcionários e clientes, o Banco do Brasil reitera o zelo pela integridade e segurança das informações”, diz a nota.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: