Em Minas, Dilma desvia de segurança e cumprimenta manifestantes do ‘Veta Dilma’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em Minas, Dilma desvia de segurança e cumprimenta manifestantes do ‘Veta Dilma’

Redação

11 de maio de 2012 | 17h48

Marcelo Portella, de O Estado de S. Paulo

BELO HORIZONTE – Em evento para entrega de unidades habitacionais em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, construídas por meio do Minha Casa, Minha Vida, a presidente Dilma Rousseff se afastou de agentes, ministros e parlamentares que compunham a comitiva, atravessou a rua e foi cumprimentar manifestantes – mantidos à distância durante o evento – que exibiam faixas e cartazes do movimento “Veta, Dilma”, que pede para a presidente vetar o novo Código Florestal aprovado pelo Congresso. Ela não falou nada, mas sorriu e acenou com a cabeça quando dissemos para ela ter coragem de vetar porque teria o apoio do País”, contou o estudante Raul Lansky, de 19 anos, um dos organizadores do protesto que recebeu a presidente com máscara de parlamentares mineiros que votaram a favor do projeto.

Em seu discurso de pouco mais de 10 minutos, Dilma afirmou que, sem auxílio de programas sociais, a casa própria é inacessível a trabalhadores que recebem salário mínimo e até para “quem ganha R$ 1,6 mil e não tem uma poupança”. Dilma evitou tratar de política e temas polêmicos, mas deu um susto na segurança presidencial ao deixar o evento.

Embora tenha sinalizado que pretende vetar o texto recém-aprovado na Câmara, Dilma tem enfrentado protestos desde que o Código Florestal foi aprovado na Câmara, de onde seguiu para sanção ou veto da presidente. Como o novo texto agradou aos ruralistas e contrariou ambientalistas, a campanha “Veta, Dilma” tomou conta das redes sociais. Entre os pontos considerados inaceitáveis pelos ambientalistas está a suspensão ou redução de sanções para desmatadores.

A última a aderir o movimento foi a atriz Camila Pitanga. Na última sexta-feira, 4, a presidente foi surpreendida com um pedido em coro para que vete o Código Florestal. A iniciativa partiu de Camila, mestre de cerimônias da entrega de cinco títulos de doutor honoris causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Rio de Janeiro.

“Presidente, eu vou quebrar o protocolo por um instante só, para fazer um pedido: veta, Dilma! Pronto, quebrei, disse a atriz, após chamar Dilma ao palco. A plateia, que havia aplaudido a presidente, emendou: “Veta, veta!”. Dilma sorriu e aplaudiu de volta.

 

Tudo o que sabemos sobre:

código florestalDilma RousseffVeta Dilma

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.