As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em entrevista ao próprio blog, Cesar Maia põe panos quentes na disputa interna do DEM

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

19 de janeiro de 2011 | 16h12

Cesar Maia inovou ao comentar a situação do DEM. O ex-prefeito deu entrevista ao seu próprio “ex-blog”, divulgado por e-mail. E, no texto, ele busca amenizar a disputa interna que tem se tornado acirrada dentro do partido. Com a movimentação rumo ao PMDB do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab,um dos principais líderes do DEM, deflagrou-se situação delicada na configuração de um dos principais polos de oposição ao governo Dilma.

Sobre o assunto, Cesar Maia diz que é “natural que um prefeito bem sucedido como Kassab desenvolva suas estratégias com vistas a 2012 e 2014” e ocupe o “vácuo” deixado com a morte do presidente do PMDB, Orestes Quércia. Mas emenda comentando que o fato “não produz divergência no DEM” e que “fortalecer o prefeito é do interesse de todos”.

Quanto à disputa pela presidência do DEM, que será definida em 15 de março – em substituição ao seu filho, Rodrigo Maia -, Cesar afirmou que o nome do senador José Agripino Maia “elimina a disputa” – que se produz nos bastidores entre o grupo de ACM Neto e Rodrigo e o grupo de Jorge e Paulo Bornhausen.

Na entrevista “monológica” Cesar Maia faz ainda um elogio das divergências internas do DEM, mirando-se no exemplo do PT, que com as discussões entre as variadas correntes “sai fortalecido”.Ainda assim, ao comentar sobre quem assume a liderança da bancada democrata na Câmara, em 1º de fevereiro, o ex-prefeito dá como consensual o nome de ACM Neto, colocando de lado o grupo de Bornhausen.

Leia a íntegra da “autoentrevista” aqui.

cesar_maia_paulo_vitor_ae_21092010.jpg

Tudo o que sabemos sobre:

ACM NetoBornhausenCesar MaiaDEMKassab

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.