As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em enquete, 93% dos internautas votantes acham que Palocci deve ser investigado

Lilian Venturini

18 de maio de 2011 | 16h55

Durante três dias a enquente do Radar Político perguntou “Você acha que o ministro Antonio Palocci deveria ser investigado após denúncia de enriquecimento?”. Até a tarde desta quarta-feira, 18, 4.691 internautas votaram e 4.361 (93%) responderam “sim” à pergunta. O “não” teve 330 votos.

No último fim de semana, o jornal Folha de S. Paulo revelou que o patrimônio de Palocci cresceu 20 vezes entre 2006 e 2010, período em que esteve na Câmara dos Deputados. Na segunda-feira, 16, o presidente da Comissão de Ética da Presidência da República, José Paulo Sepúlveda Pertence, afirmou que, no momento, não há o que apurar em relação ao caso.  Partidos da oposição, entre eles PSDB e PPS, cobraram ações de órgãos federais e do Ministério Público.

Ao explicar a evolução patrimonial, Palocci afirma que o crescimento é resultado dos trabalhos de sua empresa. Nesta quarta-feira, 18, o Estado revelou que outros cinco ministros mantêm empresas de consultoria que continuam ativas. Diante disso, o Radar Político promove agora a seguinte enquete: Você acha ético um ministro também atuar como consultor?. Opine.

Mais conteúdo sobre:

enquetePaloccipatrimônio