As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mínimo no Senado: Em discurso, Paim anuncia voto com o governo

Jennifer Gonzales

23 de fevereiro de 2011 | 14h38

Eduardo Bresciani

 Em discurso no plenário do Senado, Paulo Paim (PT-RS) confirmou o final previsto para a novela do seu voto na questão do salário mínimo.

Primeiro a discursar nesta quarta-feira, Paim confirmou que votará com o governo pelo salário mínimo de R$ 545. Durante as discussões, ele chegou a anunciar a apresentação de uma emenda pelo mínimo de R$ 560.

paim_minimo_celso_junior_ae_23022011_600.jpg

Ele atribuiu sua mudança de posição a compromissos que teriam sido assumidos pela presidente Dilma Rousseff em reunião nesta manhã.

Segundo Paim, Dilma se dispôs a discutir uma fórmula para substituir o fator previdenciário e para reajustar os benefícios previdenciários de quem ganha acima de um mínimo.

“Se eu votasse de outra forma, talvez recebesse uma palma ou outra, mas os aposentados e trabalhadores perderiam”, justificou.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), porém, negou que tenha havido qualquer condicionamento para conquistar o voto de Paim.

Segundo ele, o colega acompanhará o voto da bancada por ser “a melhor proposta”.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.