As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em debate no RN, peemedebista não responde em que votará para presidente

Henrique Alves se esquivou de responder pergunta de Robison Faria (PSD) se ele será Aécio ou Dilma no próximo dia 26

Redação

24 de outubro de 2014 | 00h23

Murilo Rodrigues Alves

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), candidato a governador do Rio Grande do Norte, se esquivou de responder, num primeiro momento, em quem votará para presidente da República neste domingo. “Não sei se a Dilma é a candidata dele. Ele tem dois candidatos: ora é Dilma, ora é Aécio”, provocou Robinson Faria (PSD), adversário que desbancou a liderança de Alves, segundo as últimas pesquisas.

Faria aproveitou a deixa para ressaltar, ainda no primeiro bloco do debate da TV Cabugi, afiliada da Globo no Estado, que conta com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como seu cabo eleitoral. Lula gravou antes do primeiro turno um vídeo de apoio a Faria, de oito minutos, o que irritou Alves e a cúpula do PMDB. A campanha de Faria ainda continua usando o depoimento do ex-presidente. No Rio Grande do Norte, o PT apoia o candidato do PSD. O acordo com o PMDB, porém, era que Dilma e Lula não apoiariam abertamente nenhum dos dois candidatos.

Alves recebeu o apoio de Aécio no primeiro turno: o PSDB faz parte da coligação de 17 partidos da candidatura dele. No entanto, ele tem se posicionado como eleitor de Dilma, ressaltando que o PMDB ocupa com Michel Temer o cargo de vice-presidente. Mesmo assim, nos eventos de campanha de Alves nesta última semana era cada vez maior o número de militantes e simpatizantes de Aécio.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.