As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em campanha eleitoral de 90, Pizzolato ataca “políticos safados”

Lilian Venturini

19 de novembro de 2013 | 16h53

por Lilian Venturini

Na campanha eleitoral pelo governo do Paraná, em 1990, o então candidato do PT Henrique Pizzolato fez ataques à classe política, a quem chamou de “políticos safados”. O agora ex-diretor do Banco do Brasil está foragido na Itália desde a expedição de sua ordem de prisão por envolvimento no mensalão, na última sexta-feira, 15.

Pizzolato foi fundador do PT no Paraná e concorreu ao governo com outros cinco candidatos. Em seu programa, uma menina diz logo na abertura da propaganda: “Chega! Eles são farinha do mesmo saco”. Depois, num palanque, é exibido o discurso do então candidato em que critica os políticos.

“Existe uma fábrica da favela, para que esses político safados, que estão mandando há 500 anos nesses País, que sempre mandaram nesse Estado, poderem se utilizar do desespero, da miséria, da fome dessas pessoas trabalhadoras para poder comprar voto”, afirmava.

Pizzolato ficou em quarto colocado na disputa. Nas eleições de 1994, voltou a concorrer como vice, mas também perdeu. Ao longo de sua trajetória, foi presidente do Sindicato dos Bancários em Toledo e da CUT no Estado.

Confira o vídeo:

Tudo o que sabemos sobre:

Henrique PizzolatoMensalão

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.