Eduardo Paes lidera intenções de voto no Rio, indica Ibope
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eduardo Paes lidera intenções de voto no Rio, indica Ibope

Lilian Venturini

28 de dezembro de 2011 | 13h05

estadão.com.br

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), ficou em primeiro colocado em pesquisa de intenções de voto para as eleições de 2012 realizada pelo Ibope, divulgada na noite dessa terça-feira, 27. O atual prefeito apareceu à frente em todos os cenários sugeridos na consulta, encomendada pela Rede Bandeirantes.

Paes teria 36% das intenções de voto se disputasse a prefeitura com senador Marcelo Crivella (PRB) e o deputado Marcelo Freixo (PSOL), que apareceram com 18% e 7%, respectivamente, na pesquisa, de acordo com os dados publicados no site da emissora. O candidato Rodrigo Maia (DEM) teve 3% das menções, seguido por Otávio Leite (PSDB), com 2%. Brancos e nulos registraram 22%. A pesquisa ouviu 504 pessoas entre os dias 3 e 6 de dezembro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em outro cenário, sem a presença de Marcelo Crivella, Paes teria 43% das intenções. Em segundo colocado apareceu Freixo, com 9%. Rodrigo Maia e Otávio Leite ficaram com 5% e 2%, respectivamente. A porcentagem de brancos e nulos sobiu para 26%.

Ainda de acordo com a pesquisa, Eduardo Paes tem o menor índice de rejeição entre os cinco nomes apresentados. Não votariam “de jeito nenhum” em Paes 29% dos entrevistados. O líder de rejeição foi Rodrigo Maia (56%), seguido de Otávio Leite (54%), Marcelo Crivella (48%) e Marcelo Freixo (47%).

São Paulo. O Ibope divulgou nessa terça também as intenções de voto para as eleições na capital paulista. O ex-governador José Serra (PSDB) apareceu na liderança, seguido de Netinho de Paula (PC do B). O PRB protestou pela ausência do pré-candidato da sigla, Celso Russomanno, na pesquisa. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Rede Bandeirantes não comentou a reação do partido e afirmou que os critérios da consulta são de responsabilidade do Ibope.

A assessoria do instituto, no entanto, informou que o Ibope responde pela metodologia da pesquisa, mas que a decisão de quais pré-candidatos serão ouvidos é feita conjuntamente com a empresa contratante e por isso caberia à emissora dar explicações. Segundo a assessoria, até o registro oficial das candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral, nenhum instituto é obrigado a colocar todos os pré-candidatos em pesquisas de intenções de voto.

Atualizada às 14h35

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2012eleições RJ

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.