As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Economista aponta caminhos para os Correios serem mais eficientes

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

01 de março de 2011 | 18h51

Os Correios vêm sendo nos últimos anos foco de escândalos e corrupção. Pensando em como reverter esse quadro, o economista Maurício Canedo, da Fundação Getúlio Vargas, deu entrevista à Rio Bravo – gestora dos recusros de Gustavo Franco (ex-presidente do Banco Central), Mario Fleck e Paulo Bilyk.

Canedo é doutor em Economia pela Escola de Pós-Graduação da Fundação Getulio Vargas, entidade em que é também pesquisador e professor. A partir da experiência e estudo das questões ligadas à regulação, concorrência e a politicas públicas, o economista aponta caminhos possíveis aos Correios para que se torne mais eficiente e transparente.

O economista discute ainda a necessidade de universalização dos serviços postais numa era em que a internet mudou radicalmente a forma como as pessoas se comunicam. “Ainda faz sentido ter monopólio sobre cartas e dados de comunicação que hoje, em grande medida, são feitas por e-mail e outros meios digitais? Então, no mínimo, acho que deve ser repensado”, afirma Canedo.

Confira a íntegra da entrevista aqui.

Tudo o que sabemos sobre:

Correios

Tendências: