As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Documento tucano não é ‘texto conjunto’, diz dirigente do PSDB

Bruno Siffredi

01 de julho de 2011 | 20h01

Andrea Jubé Vianna, da Agência Estado

O documento conclusivo da primeira reunião do Conselho Político do PSDB, divulgado na tarde desta sexta-feira, 1º, pelo presidente do órgão, o ex-governador de São Paulo José Serra, em sua página oficial na internet, não obteve o aval de todos os integrantes do colegiado.

Por isso, o documento ainda não foi divulgado no sítio oficial do PSDB. Alguns integrantes do conselho queriam a convocação de uma nova reunião para debatê-lo com calma, mas Serra teria se apressado em divulgá-lo. A avaliação de alguns membros do conselho é que não houve tempo suficiente para analisá-lo, porque a primeira reunião do órgão, ocorrida na última quarta-feira em Brasília, acabou contaminada pelas comemorações dos 80 anos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Depois do encontro, alguns membros do conselho encaminharam considerações sobre o documento ao presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), que ficou de repassá-las a Serra. Mas, ao invés de convocar nova reunião, Serra preferiu antecipar a divulgação do documento.

Um dirigente tucano afirmou ao Estado que não há rejeição ao documento divulgado por Serra, mas reconheceu que não é um “texto conjunto” do colegiado. Este tucano ressalta, entretanto, que considera positivo o partido se posicionar sobre a atual conjuntura política e econômica do País, analisada pelo documento. Procurado pela Agência Estado, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra – que é membro do conselho – disse que não se pronunciaria sobre o assunto.

O Conselho Político do PSDB é presidido por José Serra e tem como demais integrantes: Fernando Henrique, Sérgio Guerra, o senador Aécio Neves (MG), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o governador de Goiás, Marconi Perillo.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.