As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dilma Rousseff desiste de almoçar em local público para evitar tumulto

Camila Tuchlinski

06 Julho 2010 | 15h44

Elder Ogliari, de Porto Alegre, e Luciana Nunes Leal

A candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, desistiu de almoçar na praça de alimentação do Mercado Público de Porto Alegre para evitar um tumulto no primeiro dia de sua campanha eleitoral, nesta terça-feira.

A refeição em companhia de parceiros políticos como o candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e os ex-governadores Olívio Dutra (PT) e Alceu Collares (PDT), era o terceiro ato público do dia. Dilma já havia recebido a Medalha do Mérito Farroupilha, na Assembleia Legislativa, e participado de um rápido comício na Esquina Democrática, no centro da cidade.

Acompanhada de apoiadores e de cerca de mil militantes, segundo estimativa de soldados da Brigada Militar, Dilma caminhou duas quadras sob sol escaldante e entrou no Mercado Público para percorrer bancas e cumprimentar comerciantes e consumidores.

Como a multidão seguiu atrás, a candidata se viu cercada pela militância e passou a ter dificuldades tanto para caminhar quanto para cumprimentar eleitores. Depois de subir ao segundo andar e perceber que a praça de alimentação, já lotada, seria tomada pela multidão, Dilma optou por deixar o local e, segundo assessores do partido, ir almoçar com a filha Paula, grávida de sete meses.

Ao explicar a mudança da programação, Tarso disse que “Dilma não pode vir almoçar porque estava muito assediada pelo povo” e contou que ele mesmo havia sugerido à candidata que saísse antes. Segundo o ex-ministro da Justiça, a presença da multidão prejudicaria os negócios dos comerciantes do mercado por dificultar a circulação dos consumidores. “Bendita falha”, afirmou Tarso, ao se referir a eventual erro da organização. “Imaginamos mil pessoas em nosso eventos, mas vieram de quatro a cinco mil pela paixão popular que Dilma conseguiu despertar”.

Copa do Mundo

“Estou torcendo para o camarada Mujica aqui”, brincou o ex-ministro e candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, aos primeiros minutos do jogo Holanda x Uruguai nas semifinais da Copa do Mundo. O ex-guerrilheiro José Mujica, eleito pela coalizão de esquerda Frente Ampla, assumiu o governo uruguaio em março deste ano.

Tarso assiste ao jogo em casa, depois de fazer campanha pela manhã com a petista Dilma Rousseff.

Mais conteúdo sobre:

DilmaDilma RousseffPorto AlegrePT