As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dilma lamenta não ter conversado mais com Câmara antes de votação do Código Florestal

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

26 de maio de 2011 | 18h57

Tânia Monteiro, da Agência Estado

Durante o almoço com os senadores petistas, no Palácio da Alvorada, a presidente Dilma Rousseff lamentou não ter conversado mais com os parlamentares da Câmara antes da votação do Código Florestal. “Se a gente tivesse tido mais diálogo, teríamos aprovado na Câmara. Foram 40 votos de diferença”, comentou a presidente, que pediu aos senadores para não terem antagonismos com a Câmara e para que “não criassem barreiras” a fim de que “se possa chegar a um acordo civilizatório”.

Dilma, no entanto, reiterou e foi dura ao dizer que “não vai anistiar desmatador em hipótese alguma”. Mas insistiu que está apostando todas as suas fichas no diálogo.

No almoço, Palocci apresentou uma prévia do que vai encaminhar para a Procuradoria-Geral da República explicando detalhadamente a criação de sua empresa de consultoria, a Projeto, e assegurando aos senadores que não há nenhuma irregularidade na empresa.

Dilma se comprometeu ainda a receber com mais frequência os parlamentares e lembrou que já está marcando encontro com outras bancadas.