As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em 2011, Dilma deixou a twittosfera de lado

Lilian Venturini

28 de fevereiro de 2011 | 16h46

Lilian Venturini, do estadão.com.br

Os 140 caracteres do Twitter, tão disputados na campanha eleitoral de 2010, andam esquecidos pela presidente Dilma Rousseff. A um dia do início do terceiro mês de mandato, o último tweet de @dilmabr foi em 13 de dezembro do ano passado. Por ironia, na mensagem a presidente prometeu “conversar mais” em 2011.

Reprodução

Dilma Rousseff entrou na rede em abril do ano passado, dias depois de o ex-diretor da Campus Party Brasil, Marcelo Branco, assumir o cargo de consultor de mídias sociais para a campanha eleitoral. Ainda assim, a participação da então candidata era tímida se comparada aos demais presidenciáveis. Marina Silva (PV) e José Serra (PSDB), por exemplo, tuitavam em média 50 vezes por semana. Bem acima dos cerca de dez tweets de Dilma no mesmo intervalo.

Logo após as eleições, a presidente eleita ficou 15 dias longe da rede e reapareceu no dia 16 de novembro com um aviso: “Amigos, não abandonei o twitter não. É que ando muito ocupada. Depois de um curto descanso, fui à reunião do G20 c/o presidente Lula na Coréia.” De lá pra cá, foram somente mais quatro posts para os seus 468 mil seguidores.
A Secretaria de Imprensa da Presidência da República informou apenas que não vai comentar a ausência de Dilma nem se há planos de que o perfil volte a ser atualizado.

Ex-presidenciáveis
Enquanto o perfil da presidente fica ocioso, os ex-presidenciáveis, Serra, Marina e Plínio de Arruda (PSOL) mantiveram o ritmo de publicações no Twitter. Serra, aliás, tem aproveitado a rede para comenter, e criticar, ações do governo da petista com frequência.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.