As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Parceria entre governo federal e estadual é republicana, diz Dilma

Lilian Venturini

25 de janeiro de 2013 | 11h22

O Estado de S. Paulo

A presidente Dilma Rousseff  disse nesta sexta-feira, 25, que as parcerias entre a União e o governo do Estado de São Paulo são republicanas. A afirmação foi feita pela presidente em visita que fez a São Paulo em comemoração ao aniversário da cidade, durante entrega do projeto do Centro Paraolímpico brasileiro, no Palácio dos Bandeirantes. Além das festividades, o governo federal elaborou agendas para mostrar estreitamento de parcerias entre governo federal e a Prefeitura.

(Este projeto) é fruto dessa parceria republicana entre a União,  Estado que lidera a construção deste equipamento e a Prefeitura. Nós sabemos também que determinados desafios a gente consegue responder melhor quando fazemos em conjunto”, afirmou a presidente. Na cerimônia estiveram presentes o prefeito Fernando Haddad (PT), o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), o ministro de Esportes, Aldo Rebello, e o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Mais tarde, também com Haddad, Dilma participa da cerimônia de entrega de 300 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida e de 84 ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do município.

Na parte da manhã, estava previsto um encontro de Dilma com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Acompanhe os principais trechos do evento:

15h53: “É fruto dessa parceria republicana entre a União,  Estado que lidera a construção deste equipamento e a Prefeitura. Nós sabemos também que determinados desafios a gente consegue responder melhor quando fazemos em conjunto”, afirmou Dilma.

15h46: Aproveitando a entrega do projeto do centro paraolímpico, a presidente comemora a parceria que classificou como “republicana” entre a União, o Estado e a Prefeitura.

15h39: Dilma Rousseff começa a discursar. Ela saudou as autoridades presentes e exaltou a cidade de São Paulo. Afirmou que a cidade tem o poder de se “erguer com seus próprios pés. ” É fato histórico fantástico de que foi através do esforço desse povo que nós erguemos a maior cidade da América Latina. Por isso acho muito importante, sempre que eu venho a São Paulo, reconhecer que aqui é um local de trabalho, de esforço e de empreendedorismo”.

15h35: Alckmin celebra ação conjunta entre a prefeitura, o governo estadual e o governo federal. “São Paulo é parceiro do Brasil: conte conosco presidente!”, finalizou o governador.

15h30: O governador Geraldo Alckmin assina o decreto de inauguração do centro. No discurso, Alckmin se disse muito feliz com a visita da presidente Dilma Rousseff. “Me sinto com a alegria renovada em receber Dilma em São Paulo. A presidente sempre nos alegra com sua presença”.

15h16: O ministro Aldo Rebello toma a palavra. Depois de saudar autoridades, Rebello afirmou que o trabalho conjunto entre governos municipal, estadual e federal é “um dever de casa”. Ele elogiou a disposição do governo do estado em firmar o convênio com a União. “A união de esforços é um reconhecimento. O governo federal, governo estadual e a prefeitura estão fazendo seu dever de casa”, disse o ministro.

15h14: Discursa Mizael Conrado, presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro

15h08: Ao lado de Dilma estão o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito, Fernando Haddad (PT), o o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e o ministro de Esportes, Aldo Rebello.

 15h02:  A presidente Dilma Rousseff entrega o projeto do primeiro Centro Paraolímpico do País. É a primeira agenda da presidente  prevista para estreitar as relações entre o governo municipal e o governo federal. O primeiro a discursar é o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Ele agradeceu Dilma pela visita no dia do aniversário da cidade.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

aniversário de SPDilmaFernando Haddad

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: